Governador do Estado de São Paulo decreta luto oficial de 3 dias em homenagem a Jô Soares

Continua depois da publicidade

Um dos maiores nomes da TV e das artes do país, Jô morreu aos 84 anos nesta sexta, dia 5, em São Paulo. Era nascido no Rio de Janeiro, mas vivia na capital paulista há mais de 60 anos

O governador Rodrigo Garcia anunciou luto oficial de três dias em homenagem ao apresentador, escritor e humorista Jô Soares, que morreu nesta sexta-feira, dia 5, aos 84 anos, no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Nascido no Rio de Janeiro, Jô foi um dos maiores comunicadores e artistas da TV brasileira. Ele vivia na capital paulista há 62 anos.

“O Brasil acordou mais triste hoje. O Jô marcou gerações, um gênio do humor e da arte brasileira. Eu, particularmente, sempre quando posso, relembro o ‘Viva o Gordo’ assistindo na plataforma de streaming. Ele marcou a minha geração e a de tantos outros. O país perde um grande brasileiro e, por isso, ao lado do prefeito Ricardo Nunes, estamos decretando luto oficial de três dias em todo o estado”, declarou o governador.

Jô Soares estava internado no Sírio-Libanês desde o dia 28 de julho. A causa da morte não foi informada. O funeral será na capital, em cerimônia reservada a familiares e amigos. Iniciou a carreira artística na década de 1950 no cinema e fez a estreia na TV em 1958.

Em 1960, mudou-se para São Paulo para trabalhar na TV e marcou época como humorista nas passagens pelas emissoras Record e Globo. Em 1987, iniciou a trajetória como apresentador de talk shows no SBT e voltou à Globo em 2000, onde comandou o “Programa do Jô” até 2016.

Compartilhe esse conteúdo

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA
mAIS