XVI Capital obtém autorização da CVM para atuar como gestora e aposta suas fichas para crescer na saúde

Continua depois da publicidade

A XVI Capital, sediada em Ribeirão Preto (SP) e braço financeiro da consultoria XVI Finance, recebeu em outubro autorização da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) para atuar com a gestão de recursos de terceiros, complementando a habilitação anteriormente obtida de consultoria. Com foco no crescimento, a gestora  prevê o lançamento de fundos de investimento em crédito privado, FIDC, fundos de investimento imobiliário e o trabalho com carteiras administradas. Paralelamente, a empresa firmou parceria operacional com as principais plataformas e corretoras de investimentos no Brasil, priorizando a sua independência na atuação com as melhores instituições e opções de investimentos.

Ainda recém-habilitada, a XVI Capital terminou o ano de 2021 cuidando de R$ 50 milhões em investimentos de clientes e sócios e, nos 4 primeiros meses de 2022, mais do que dobrou os ativos sob custódia, atingindo a marca de R$ 120 milhões. Além disso, constituiu seu primeiro fundo, um Fundo de Investimento em Renda Fixa – Crédito Privado. O objetivo agora é fechar o ano de 2022 com R$ 1 bilhão em ativos sob gestão e quatro fundos geridos pela empresa.  Para alcançar a meta de 10 dígitos, a empresa aposta no modelo do futuro nos investimentos, mais transparente, sem comissões ocultas, customizado e que apenas cobra uma taxa fixa dos clientes. Este formato, chamado fee based, representa uma alternativa ao dos agentes autônomos, que cobra comissão por produto vendido e muitas vezes gera conflito de interesse com o investidor.

Especializada no mercado de saúde suplementar e uma das principais consultorias financeiras do sistema Unimed, a XVI Finance surgiu em 2012 com egressos da décima sexta turma de Administração da FEA-USP de Ribeirão Preto. Em poucos anos a empresa passou a atuar em 20 Estados brasileiros junto a mais 50 operadoras Unimed para as quais viabilizou, entre outros, a construção de quatro hospitais através de FIIs que somam cerca de R$ 400 milhões, impactando diretamente a vida e investimentos de 2.300 médicos cooperados e cerca de 500 mil beneficiários de planos de saúde

Com o marco regulatório da saúde suplementar em 2015, permitindo a entrada de fundos estrangeiros no setor, e a instrução CVM 592 de novembro de 2017, regularizando a consultoria de valores mobiliários, os diretores da XVI Finance atraíram novos sócios da área financeira e jurídica visando buscar oportunidades de negócios também como consultores e gestores de investimentos. “A XVI Capital surgiu em 2021 para ampliar nossa atuação dentro do mercado financeiro e assim oferecer mais investimentos e resultados às cooperativas médicas e médicos cooperados ”, explica Adriel Branco, sócio-diretor da empresa.

“Somos especializados na gestão de investimentos para médicos e uma referência para este perfil de cliente/investidor. Estes profissionais muitas vezes possuem recursos poupados e aplicados de forma amadora e de baixo retorno, seja por falta de conhecimento ou tempo, seja pela falta de confiança no setor financeiro. Em razão da proximidade da XVI com a área de saúde estamos preenchendo esta lacuna”, complementa Adriel. A proposta é profissionalizar a gestão dos investimentos para melhorar o acesso e o resultado de seus clientes no mercado financeiro.

Desta maneira, a XVI Capital espera crescer rapidamente dentro do segmento de saúde suplementar, no qual as cooperativas médicas passam por necessária transformação e modernização demandando recursos e no qual a empresa já possui invejável expertise e penetração, e também no agronegócio, o mais importante segmento econômico na região de Ribeirão Preto. Com uma equipe atual de 30 profissionais, a maioria economistas e administradores da FEA-USP, a XVI – Finance e Capital – já ocupa quatro salas do Centro Empresarial Iguatemi em Ribeirão Preto e projeta novas expansões e contratações ao longo de 2022.

Compartilhe esse conteúdo

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA
mAIS