Projetos AgroFloresta e Doce Futuro iniciam construção de Centro de Educação Ambiental

Continua depois da publicidade

Ambientalistas e Prefeitura de Marília avançam em ações sustentáveis no município. Desta vez, um Centro de Educação Ambiental está sendo construído no bairro Maracá, zona norte da cidade.

Em parceria com a Prefeitura de Marília, os projetos AgroFloresta e Doce Futuro introduziram na cidade a criação de abelhas sem ferrão, o cultivo de alimentos sem agrotóxicos, o reflorestamento de áreas verdes degradadas e recuperou nascentes assoreadas.

O coordenador do Projeto Doce Futuro, Johnny Thiago Santana, explica a importância desta obra. “Além das ações que estão melhorando a qualidade de vida em nosso bairro, avançamos agora para a construção de um Centro de Educação Ambiental para propagarmos conhecimentos às crianças das escolas, que poderão visitar os projetos onde receberão aulas sobre diversos temas ambientais. Já acertamos com a Secretaria do Meio Ambiente e esta nos disponibilizou o Gestor Ambiental, Cassiano Rodrigues Leite, juntamente com a equipe do Programa Município Verde Azul, para palestrar, ministrar cursos e organizar aulas de educação ambiental para os alunos da rede de ensino, tanto de Marília, como de toda nossa região”, afirmou Johnny.

André Luis Lima, coordenador do Projeto AgroFloresta, destaca a importância de um local específico para a aplicação de aulas práticas. “Nossos projetos estão sendo desenvolvidos em uma área de aproximadamente 120 mil metros quadrados, e estamos trabalhando diversos temas ambientais que serão utilizados para a promoção da educação ambiental de forma prática aos nossos visitantes. Abordaremos temas como a importância da polinização das plantas, o cultivo de alimentos sem agrotóxico, os cuidados com o solo, a segurança alimentar, a importância da preservação dos recursos hídricos, o reflorestamento de áreas urbanas e a boa convivência com a fauna silvestre que procurar abrigo e alimento neste local”.

João Carlos Tramarim, coordenador do Projeto AgroFloresta, relata as mudanças já realizadas na área. “Em parceria com a Prefeitura, estamos recuperando uma imensa área verde na região urbana do município, que sofria com queimadas e descartes de lixo, e hoje se encontra com mais de 7 mil árvores plantadas, nascentes recuperadas, dezenas de colônias de abelhas sem ferrão realizando a polinização e agora avançamos para a construção deste centro de educação para iniciarmos em Marília a educação ambiental de forma prática, tão importante para a formação de cidadãos conscientes de suas responsabilidades sociais. Este projeto tem o apoio da Prefeitura e estará à disposição dos professores e demais interessados em ministrar cursos e palestras ambientais através de visitação monitorada, apresentando às crianças como o ecossistema mantém-se em equilíbrio quando cuidado da maneira correta”.

Os projetos são monitorados pela Secretaria do Meio Ambiente e de Limpeza Pública, através da equipe do Programa Município Verde Azul – Marília, composta pelo coordenador Cassiano Rodrigues Leite, e os interlocutores Leandro Silva Rodrigues e Simone Brichi Parolim Macanhan.

Compartilhe esse conteúdo

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LEIA
mAIS